•Bem-vindas!
Este blog quer ser um espaço de alerta e de partilha. De alerta para os números alarmantes do cancro do colo do útero: quase mil casos diagnosticados em Portugal em 2002, cerca de uma vítima mortal por dia. Mas, como nem tudo é negro, também queremos partilhar novidades médicas, testemunhos de luta contra a doença, notícias da campanha de Educação "Passa a Palavra". Agora, é contigo: deixa aqui os teus comentários, pede mais informações, troca ideias. Mas, acima de tudo descobre o que podes fazer mais para te proteger e... passa a palavra!
•Alguns depoimentos de Médicos
•Mensagens anteriores

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

•Úlimas mensagens

Vacina para todas as mulh...

Cancro do colo do útero

Testemunho: O chão começo...

Mitos e factos sobre a va...

Testemunhos reais apelam ...

Quem pode ser vacinada gr...

...

Cirurgia inovadora permit...

Rastreio do cancro do col...

A prevenção é possível! P...

Campanha da Liga Contra o...

Novela "Sentimentos" na T...

HPV – Vacinar é mesmo imp...

Susana Bento Ramos

Universidades contra o ca...

•Pesquisa
 
Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007
Vacina contra o cancro com mais protecção
Os últimos estudos sobre a vacina contra o cancro do colo do útero disponível no mercado português demonstram que ela também confere protecção cruzada para outras estirpes do virus HPV. Desenhada para combater os efeitos da infecção pelos tipos 6, 11, 16 e 18 (responsáveis por 75% dos casos de cancro), a vacina quadrivalente demonstrou que, afinal, também pode prevenir lesões causadas por outras 10 estirpes. Isso aumenta a abrangência da protecção.
publicado por Maria Grilo às 09:52
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Maria Joao a 24 de Outubro de 2007 às 14:34
Boa tarde
Achei muito interessante este artigo dado que sabia muito pouco sobre a doença.O ano passado tive suspeita de cancro da mama mas graças a Deus não passou de 1 susto..na altura o meu namorado apoiou-me muito e isso foi essencial porque ha todo 1 processo emocional e psicologico associado a estas suspeitas de doenças graves em que conta muito o apoio da familia,amigos e companheiro.
Maria João Almeida
De Anónimo a 24 de Outubro de 2007 às 21:18
É preciso que todos façam os seus rastreios e exames sem medo. Tanto jovens como menos jovens não devem ter medo de ir a um ginecologista ou aconselharem-se com o seu médico de família.
Foi graças a exames periodicos que me foi detectado um carcinoma no útero ainda bastante localizado e fui operada atempadamente e felizmente não tive necessidade de fazer tratamentos de rádio ou quimioterapia. A prevenção é de importância vital. Não tenham medo. É mais fácil ir com frequência a uma consulta e ser tratada sem problemas do que passar por tratamentos que nos deixam por vezes em sofrimento e angústias. FAÇAM OS VOSSOS EXAMES GINECOLOGICOS COM REGULARIDADE. É o apleo que deixo a todas as mulheres.
De Helena a 30 de Outubro de 2007 às 20:21
olá , chamo-me helena e fui vitima de um cancro no colo do útero , no qual fiquei com sequelas , pois afectou-me os rins e agora já passado dois anos de ter descoberto a minha doença, estou bem, mas fiquei incapacitada para trabalhar, pois fiquei com dois drenos nos rins no qual a minha urina sai directamente para os sacos, mas dou graças a deus por estar aqui hoje e poder ver a evolução da doença e dos medicamentos que hoje à, pena é serem muito caros, mas espero que o nosso governo ajude e que comparticipe na vacina, um bem ajam a todos.
Helena
De Anónimo a 20 de Novembro de 2007 às 16:09
Boa tarde,

tenho mais de 26 anos e gostaria mesmo assim de me vacinar contra o HPV . Alguém tem alguma informação sobre: vacinação depois da idade recomendada, como se pode comprovar a eficácia da aplicação da vacina (existe algum teste para ver se a vacina "pegou"?), qual o período que confere de protecção e quais os efeitos secundários da vacina?

Obrigada
De liliana a 4 de Janeiro de 2010 às 13:48
A vacinação fora da idade , é possivel.. basta ir ao médico de familia para pedir a receita , compra-se na farmácia e depois marca-se uma consulta para darem a vacina . Cada dose é 160€ e são 3 doses .

Comentar post

•Não te esqueças de passar a palavra!
•Fala connosco!
Faz perguntas, tira dúvidas, conta histórias. Nós, Sociedade Portuguesa de Ginecologia, estamos à tua espera no mail passaapalavra@sapo.pt
•A moderadora: Maria Conceição Grilo
A determinada altura do seu percurso de vida foi surpreendida por um cancro do colo do útero, que superou com sucesso. Aceitou prestar publicamente o testemunho da sua experiência e o desafio de gerir este blogue.
•Notícias a reter


•Sites com mais informação
•tags

todas as tags

•Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
•Recebe as novidades deste blogue